quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Santas palavras

(...)
E falando ainda de Justiça, não podemos deixar de reconhecer as dificuldades que a justiça das leis e dos tribunais, entre nós, está a sentir para garantir a legalidade e defender os legítimos direitos de todos. Temos de reconhecer que a justiça dos tribunais só pode cumprir a sua importante função se, antes demais, houver a coragem de promover entre os cidadãos uma verdadeira cultura de justiça, que supõe conjugação de esforços para a autêntica educação cívica e de valores. De outro modo – e os factos estão a confirmá-lo – será difícil garantir eficácia à nossa justiça, sujeita como está a toda a espécie de pressões e cada vez mais embrulhada em jogos de interesses.
(...)

Extracto da Mensagem de D. Manuel Felício, Bispo da Guarda, para a Quaresma 2010.
O sublinhado é da minha autoria...

Deixo aqui uma pergunta:

O que tem a ver a apreensão de uma considerável quantidade de droga no Algarve, a um jovem 'inconsciente', filho de uma das famílias VIP de Setúbal, com o 'Muro' da Vergonha?

Só há mesmo duas hipóteses:
  • Tudo.
  • Nada.
Agora, como dizia Maria José Nogueira Pinto, sei que vocês sabem que eu sei que vocês sabem que eu sei...

4 comentários:

Anônimo disse...

Eu não sei,

pode esclarecer?

Robin disse...

Como visitante regular (desde 27 Agosto de 2009, segundo dados que tive o cuidado de ir verificar), já deve ter notado que, anda por aqui 'rato escondido com o rabo de fora'. Se contudo, acha que este é um espaço de pura má língua, recomendo-lhe que se divirta somente vendo o nosso Suplemento Kultural'. Se quiser saber mais detalhes sobre este assunto, vai ter mesmo que esperar mais uns meses pelo fim do nosso jogo 'Quem quer ser milionário?' do qual ainda faltam as 3 perguntas mais valiosas: a 13, a 14 e a 15. A única coisa que eu lhe posso adiantar é que os acontecimentos a que tive acesso, por um mero acaso, têm muito mais que um ano, e soube-os cerca de uma semana após terem ocorrido. Na altura, não teriam a relevância que irão ter, quando forem publicados, devidamente enquadrados com o que se passou no 'Muro' da Vergonha.

Anônimo disse...

dá voltas e voltas para não dizer nada. para que? qual á o seu interesse? continua a ser a conta que abriu para recolher donativos?

Robin disse...

Boa noite Sr. Engenheiro
Quando se está do outro lado da barricada é uma merd@. Senti-mo-nos impotentes, numa luta desigual contra acontecimentos que nos fogem ao controlo e, para os quais não há solução à vista.
Se bem se lembra, eu já estive nessa situação quando não conseguia descansar (trabalho por turnos) durante o período em que foi construído o 'Muro' da Vergonha, devido a uma má vizinhança constante por quem nunca demonstrou qualquer tipo de civismo. As chamadas ao local das forças policiais e as queixas em sessão ordinária da Câmara Municipal de Setúbal, caíram em saco roto.
Fui obrigado a mudar de casa e a mudar radicalmente a minha vida pessoal. Agora divirto-me com os incómodos que causo com este 'ruído' permanente e, pode ficar descansado, que ele vai durar o tempo suficiente até eu sentir que fui completamente ressarcido de todos os incómodos que me causaram.
A primeira decisão judicial da nossa acção principal (que está para breve), seja ela qual for, não vai alterar em nada a filosofia deste blog.