quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Suplemento Kultural e Recreativo de 28-09-2016

Imagem do dia


Anedota
A professora pergunta aos seus alunos:
- Estão cinco passarinhos num ramo. Um caçador dispara a espingarda e mata um. Quantos sobram?
- Nenhum! - responde o Pedrinho - Saem todos a voar com o barulho do tiro.
A professora fica surpresa:
- Não era essa a resposta que eu esperava, mas gosto da tua forma de raciocínio.
- E eu posso fazer uma pergunta à senhora professora? - pediu o Pedrinho.
- Pode.
- Três mulheres estão sentadas num banco a comer um gelado. Uma está a lamber, a outra está a chupar e a terceira está a morder o gelado. Qual delas é a casada?
A professora fica vermelha, mas responde, timidamente:
- A que está a chupar.
- Não. A casada é a que tem a aliança no dedo. Mas eu também gosto da sua forma de raciocínio.

Curiosidades sobre o casamento

  • O Vestido de Noiva
    Você sabia que a cor branca do vestido de noiva só foi popularizada no século XVII, na Inglaterra, através da rainha Vitória em sua união com o primo, o príncipe Albert. Um fato curioso deste casamento foi que a noiva que pediu o noivo em casamento, pois naquela época não era permitido fazer um pedido desses a uma rainha, então, ela não teve outra alternativa, a não ser pedir o príncipe em casamento. E esta moda da cor branca no vestido de noiva lançada por ela permanece até os dias actuais. Antes disso, especialmente na Idade Média, não havia cor específica para a cerimonia; a cor mais usada era o vermelho. O vestido branco acabou sendo o preferido, por simbolizar a castidade e a pureza.
    Na Grécia e em Roma, existem relatos de que as pessoas usavam roupas brancas em celebrações importantes, como o nascimento e o casamento.
  • O Bouquet de Noiva
    Bouquet de noiva para os antigos gregos e romanos, o bouquet de noiva era formado por uma mistura de alho e ervas ou grãos. Esperava-se que o alho afastasse espíritos maus e as ervas ou grãos garantissem uma união frutífera. Na antiga Polónia, acreditava-se que, colocando açúcar no bouquet da noiva, seu temperamento se manteria “doce”. Diz também a tradição que a mulher solteira que pegar o bouquet da noiva, será a próxima a se casar.
  • O Anel de Noivado
    Ao primeiro anel de noivado de que se tem notícia foi o dado pelo Rei da Alemanha, Maximiliano I, a Maria de Burgundy em 1477. Até ao século XIII não havia aliança de noivado ou compromisso. O Papa Inocente III declarou que deveria haver um período de espera que deveria ser observado entre o pedido de casamento e a realização da cerimonia matrimonial. É por isso que hoje se tem o costume de usar um anel de noivado e depois a aliança de casamento.
  • A Aliança de Casamento
    ”Aliança” significa compromisso, pacto, união. Na Sagrada Escritura, o relacionamento de Deus com os homens aparece repetidamente em termos de aliança do latim foedus, também conhecido como bérith em hebraico e diathéke em grego.
    Acredita-se que uso de alianças no terceiro dedo da mão esquerda no casamento servia para selar o matrimonio e vem da tradição cristã, do século XI, em que acreditava-se que nesse dedo havia uma veia que ia directo ao coração.

Os 10 lugares mais secos do mundo
A água é vital para todas as formas conhecidas de vida. Quase 71 % da superfície da terra é coberta com água. Contudo há vários lugares no planeta que tem uma precipitação anual inferior a 0.76mm.
É classificado como um clima desértico, o que requer medidas para tornar a vida menos difícil nesses lugares. De entre os 10 lugares apresentados, pelo menos 9 são habitados.
  • Lugar #8 - Al Kufra • Líbia
Al Kufra é uma bacia e grupo de oásis no Distrito Kufra do sudeste de Cirenaica na Líbia. E também desempenhou um papel menor na campanha do deserto ocidental da Segunda Guerra Mundial. No centro do deserto do Saara, Kufra é o ponto mais seco na África. No começo da década de 1970, a Líbia lançou em Kufra um projeto de alto cultivo destinado a desenvolver agricultura no deserto. A água fóssil fornece irrigação LEPA sob a superfície do solo, o Sistema Aqüífero de Arenito de Núbio, uma fonte não renovável e a única fonte de água acessível na área. Os rotores fornecem irrigação e os círculos obtidos têm um diâmetro de cerca de 1 km e podem ser observados do espaço.
Continua...


Para quem nos visita pela 1ª vez, ou para os mais distraídos, este blogue foi criado em 25 de Novembro de 2007, para ser um veículo de protesto e denuncia conta uns mamarrachos que alguém achou por bem construir na Fonte do Lavra, um pacato bairro de da Cidade de Setúbal.
Como infelizmente a Justiça não é suficientemente célere, e como corríamos o risco de por falta de noticias/novidades cair no esquecimento, criamos este espaço lúdico diário que, desde 22 de Setembro de 2008, mantém acesa a nossa chama da revolta.
Depois de uma Providencia Cautelar de sucesso relativo, aguardamos pacientemente desde Maio de 2013, pelo recurso da sentença da nossa acção principal contra a Câmara Municipal de Setúbal pelo seu licenciamento da obra (que nós contestamos), contra a Sociedade de Construções H.Hagen (construtora do imóvel) e Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (dono do terreno).
Algumas estatísticas relevantes:

  • Este blogue tem 3230 dias de existência
  • Este é a edição numero 2928 do Suplemento Kultural
  • Maior sucesso (inesperado) deste blogue - Mapa do tesouro - com mais de 26000 visualizações desde Maio de 2008.
Segundo a Infopédia, Suplemento pode ter os seguintes significados:
  1. o que se dá a mais; complemento
  2. aditamento, acréscimo; aquilo que se acrescenta a um todo
  3. caderno, geralmente ilustrado, que completa determinados números de um de um jornal; anexo
Quando recorremos a este estratagema, o Suplemento Kultural, era parte integrante do nosso jornal Fonte do Lavra e para a sua publicação arranjamos um editor. Esse jornal certamente originou as mais hilariantes e estranhas formas de ver as noticias do dia, do país e do mundo o que muito contribuiu para termos sido postos no olho da rua pelo referido editor, que conseguiu suportar a nossa presença durante cerca de 32 meses.
Acabou assim o referido jornal, no passado dia 31 de Maio de 2011. Contudo, não vamos mudar o nome deste espaço por esse facto, pois podemos sempre utilizar a definição 1 ou 2, e o nome continua a fazer sentido. Se também quiserem continuar a saber pelo nosso blogue, o que se passa no país e no mundo, deixamos aqui as opções que estavam disponíveis no Jornal Digital (que pode ser visto mais abaixo na barra lateral) aquando do fecho deste Suplemento, que eram as seguintes:
  • Jornalista Mussá Baldé vence concurso FIC TV I 2016 na Guiné-Bissau
  • Utentes do SNS vão poder escolher o hospital
  • António Costa anuncia actualizações das pensões, complemento solidário e RSI
  • UE e Turquia reúnem-se para analisar distribuição de refugiados
  • Casal que matou bebé com água a ferver condenado a 18 e 25 anos
  • Guiné-Bissau: Presidente da ANP vítima de lesão no tendão de Aquiles
  • Suíça divulga lista de contas inactivas sem herdeiros
  • EUA: Escolas reabrem em Los Angeles
  • Futebol: União da Madeira empata Benfica
  • Quatro detidos por suspeitas de fraude à Segurança Social
Não querendo com a proliferação da publicação de Suplementos Kulturais, relevar para 2º plano a razão da nossa existência, só será visível a ultima edição deste espaço lúdico, que a pedido de alguns visitantes habituais, passará a ser publicado de forma automática, todos os dias às 00:00:00.
Para visualizar Suplementos anteriores, existe um espaço próprio para o efeito, com um vasto arquivo em formato PDF.
Apresentamos a seguir, o link directo para o Suplementos de Janeiro de 2016, que foram os últimos a ser arquivados. Basta clicar na imagem para ser redireccionado para o artigo correspondente.


01-01-201602-01-201603-01-201604-01-201605-01-2016
06-01-201607-01-201608-01-201609-01-201610-01-2016
11-01-201612-01-201613-01-201614-01-201615-01-2016
16-01-201617-01-201618-01-201619-01-201620-01-2016
Se estiver interessado em saber mais sobre as origens, enredo e propósitos deste Suplemento Kultural pode então visitar os seguintes links: Parte I, Parte II, Parte III, Parte IV.
Duas notas finais: todo este texto será mais ou menos repetitivo ao longo dos dias (com excepção obviamente das notícias que serão actualizadas regularmente) e não será visível nos arquivos em PDF.

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Suplemento Kultural e Recreativo de 27-09-2016

Imagem do dia


Anedota
- Dá um beijinho à baby sitter antes de ir dormir, Pedrinho - diz a mãe.
O menino esconde-se atrás dela, assustado:
- Nem pensar! Se eu lhe der um beijo, ela dá-me uma bofetada.
- Que maluquice, meu filho. De onde é que te veio essa ideia?
E o miúdo, muito sério:
- Foi o que eu vi a acontecer com o papá…

Ilusão óptica
Ecrãs transparentes, uma ilusão simples de fazer mas muito interessante e criativa. Essas ilusões são criadas ao tirar uma foto digital e, em seguida, colocá-lo como imagem de fundo no seu monitor. Assim eles parecem ter um ecran totalmente transparente.


Os 10 lugares mais secos do mundo
A água é vital para todas as formas conhecidas de vida. Quase 71 % da superfície da terra é coberta com água. Contudo há vários lugares no planeta que tem uma precipitação anual inferior a 0.76mm.
É classificado como um clima desértico, o que requer medidas para tornar a vida menos difícil nesses lugares. De entre os 10 lugares apresentados, pelo menos 9 são habitados.
  • Lugar #7 - Assuão • Egito
Assuão é uma cidade no sul do Egito e tem um clima do deserto quente como o restante do Egito. Assuão e Luxor têm os dias de verão muito quentes como qualquer cidade na região. Assuão é uma das cidades mais quentes, ensolaradas e secas do planeta. Os registos de temperaturas altas são consistentemente acima de 40°C durante o verão, enquanto as médias de temperaturas baixas permanecem acima de 25°C. Os verões são longos, prolongados e . bastante quentes. As médias de temperaturas altas permanecem acima de 23°C durante o mês mais frio do ano, enquanto as médias de temperaturas baixas permanecem acima de 8°C. Os invernos são curtos, breves e quentes.
Continua...


Para quem nos visita pela 1ª vez, ou para os mais distraídos, este blogue foi criado em 25 de Novembro de 2007, para ser um veículo de protesto e denuncia conta uns mamarrachos que alguém achou por bem construir na Fonte do Lavra, um pacato bairro de da Cidade de Setúbal.
Como infelizmente a Justiça não é suficientemente célere, e como corríamos o risco de por falta de noticias/novidades cair no esquecimento, criamos este espaço lúdico diário que, desde 22 de Setembro de 2008, mantém acesa a nossa chama da revolta.
Depois de uma Providencia Cautelar de sucesso relativo, aguardamos pacientemente desde Maio de 2013, pelo recurso da sentença da nossa acção principal contra a Câmara Municipal de Setúbal pelo seu licenciamento da obra (que nós contestamos), contra a Sociedade de Construções H.Hagen (construtora do imóvel) e Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (dono do terreno).
Algumas estatísticas relevantes:

  • Este blogue tem 3229 dias de existência
  • Este é a edição numero 2927 do Suplemento Kultural
  • Maior sucesso (inesperado) deste blogue - Mapa do tesouro - com mais de 26000 visualizações desde Maio de 2008.
Segundo a Infopédia, Suplemento pode ter os seguintes significados:
  1. o que se dá a mais; complemento
  2. aditamento, acréscimo; aquilo que se acrescenta a um todo
  3. caderno, geralmente ilustrado, que completa determinados números de um de um jornal; anexo
Quando recorremos a este estratagema, o Suplemento Kultural, era parte integrante do nosso jornal Fonte do Lavra e para a sua publicação arranjamos um editor. Esse jornal certamente originou as mais hilariantes e estranhas formas de ver as noticias do dia, do país e do mundo o que muito contribuiu para termos sido postos no olho da rua pelo referido editor, que conseguiu suportar a nossa presença durante cerca de 32 meses.
Acabou assim o referido jornal, no passado dia 31 de Maio de 2011. Contudo, não vamos mudar o nome deste espaço por esse facto, pois podemos sempre utilizar a definição 1 ou 2, e o nome continua a fazer sentido. Se também quiserem continuar a saber pelo nosso blogue, o que se passa no país e no mundo, deixamos aqui as opções que estavam disponíveis no Jornal Digital (que pode ser visto mais abaixo na barra lateral) aquando do fecho deste Suplemento, que eram as seguintes:
  • Jornalista Mussá Baldé vence concurso FIC TV I 2016 na Guiné-Bissau
  • Utentes do SNS vão poder escolher o hospital
  • António Costa anuncia actualizações das pensões, complemento solidário e RSI
  • UE e Turquia reúnem-se para analisar distribuição de refugiados
  • Casal que matou bebé com água a ferver condenado a 18 e 25 anos
  • Guiné-Bissau: Presidente da ANP vítima de lesão no tendão de Aquiles
  • Suíça divulga lista de contas inactivas sem herdeiros
  • EUA: Escolas reabrem em Los Angeles
  • Futebol: União da Madeira empata Benfica
  • Quatro detidos por suspeitas de fraude à Segurança Social
Não querendo com a proliferação da publicação de Suplementos Kulturais, relevar para 2º plano a razão da nossa existência, só será visível a ultima edição deste espaço lúdico, que a pedido de alguns visitantes habituais, passará a ser publicado de forma automática, todos os dias às 00:00:00.
Para visualizar Suplementos anteriores, existe um espaço próprio para o efeito, com um vasto arquivo em formato PDF.
Apresentamos a seguir, o link directo para o Suplementos de Janeiro de 2016, que foram os últimos a ser arquivados. Basta clicar na imagem para ser redireccionado para o artigo correspondente.


01-01-201602-01-201603-01-201604-01-201605-01-2016
06-01-201607-01-201608-01-201609-01-201610-01-2016
11-01-201612-01-201613-01-201614-01-201615-01-2016
16-01-201617-01-201618-01-201619-01-201620-01-2016
Se estiver interessado em saber mais sobre as origens, enredo e propósitos deste Suplemento Kultural pode então visitar os seguintes links: Parte I, Parte II, Parte III, Parte IV.
Duas notas finais: todo este texto será mais ou menos repetitivo ao longo dos dias (com excepção obviamente das notícias que serão actualizadas regularmente) e não será visível nos arquivos em PDF.

domingo, 6 de março de 2016

A nossa primeira corrida

Setúbal recebe, este domingo, 6 de março, uma etapa do Campeonato Nacional de Carrinhos de Rolamentos. A partir das 10h00, o público poderá acompanhar os treinos da corrida que promete ser uma das mais divertidas da Cidade Europeia do Desporto.
A prova, que tem inicio às 14h00, conta com a participação de diversos pilotos e promete envolver todos os espetadores na competição que decorre em pleno centro urbano de Setúbal, na Avenida D. Manuel I, um dos arruamentos com maior e mais acentuado desnível.
Ao longo de um quilómetro, a corrida – que integra quatro categorias de carrinhos de rolamentos: tradicional, alterado, tunning e categoria A –, desafia os participantes a ultrapassar as curvas técnicas e artificiais do percurso, naquela que promete ser uma luta acesa e disputada para conquistar o lugar mais alto do pódio.

O viaduto sobre a a Avenida D.Manuel volta a ser um bom posto de observação, e talvez seja a melhor opção para os espectadores apreciarem esta corrida.
Longe vai o tempo em que este Viaduto era uma espécie de ATL, onde os reformados se entretinham a observar a construção dos alicerces destes dois mamarrachos, um dos quais voltado ao mais completo abandono, resquício de uma gulodice imobiliária desenfreada, nos finais da década passada.

Vamos ter com certeza no meio de tantos espectadores, muitos deles a apreciarem e a questionarem-se sobre o nosso 'cartão de visita' em forma de faixas pretas.

A Google Maps achou por bem impedir a leitura do nossa faixa preta 'O Muro da Vergonha' (vá-se lá saber porquê), mas felizmente ela não consegue impedir que quem por aqui passa, continue a ver a forma que nós encontramos de dizer 'Presente!', enquanto o nosso processo continua pelos tribunais, a passo de caracol.

terça-feira, 9 de junho de 2015

Novos Inquilinos


No passado sábado fomos surpreendidos com a chegada de novos inquilinos. Desconhecíamos que ainda houvesse qualquer interesse em morar neste empreendimento construído pela defunta H.Hagen.
Apesar desta parte do mamarracho (Bloco 1) ser a única, que de alguma forma se enquadra com a envolvente, tudo isto será afectado por uma demolição (total ou parcial), se a decisão do Tribunal Administrativo (que se espera para o final deste ano) que julga o nosso recurso, nos der razão e libertar o prédio que lhe é contiguo, da sombra a que foi votado, aquando da construção 'contra-natura' deste mau exemplo de urbanismo.