segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Recordar é viver: O ínicio do fim!

O tempo passa depressa e já lá vão 4 anos, desde o momento em que o azar bateu à porta de quem, numa jogada de antecipação, julgou por bem mandar vedar o espaço onde mais tarde viria a nascer o mamarracho, a que eu carinhosamente chamo "Muro" da Vergonha.

Numa atitude tipicamente Tuga, mesmo encontrando-se o projecto ainda em apreciação na Câmara Municipal de Setúbal, e contando com uma fiscalização ineficiente, avançaram para a vedação de todo este espaço.
Não fora um trabalhador mais zeloso da empresa de vedações, que apesar de ter sido avisado que existia um acesso a uma garagem com uso frequente, insistiu em vedar o referido acesso, o que levou à chamada ao local da PSP (que à falta de qualquer documentação sobre o que ali se passava, mandou interromper as obras e repor a normal circulação de pessoas e viaturas nos passeios entretanto esburacados), talvez esta novela tivesse outros desenvolvimentos.
Somente no dia 28 de Novembro de 2007 foi publicado um artigo, com um título sugestivo 'Ataque de toupeiras?', que era o que melhor retratava o aspecto de todo este espaço.

3 comentários:

Anônimo disse...

como é possivel mentir-se tão descaradamente. nada do que escreveste no post anterior é verdade. nem ninguem tapou nenhuma garagem, nem nada foi vedado com o processo em apreciação na CMS... como podes mentir de forma tão mesquinha para tentar enganar as pessoas? com que interesse.... ja alguem pos dinheiro na conta que publicitaste para angaria fundos para a tua causa?

Robin disse...

No dia 18/9/2007 a empresa JOVEDA compareceu na zona e iniciou a fixação de 3 portões de obra (1 por cada bloco) e no dia seguinte quando se encontrava a preparar a montagem da vedação nos passeios da Avenida D. Manuel I (perfuração com cerca de 40cm de profundidade) e como havia conflito com um caminho público, foi chamada a PSP (Esquadra da Bela Vista) que tomou conta da ocorrência identificando os intervenientes, e que perante a inexistência de qualquer documentação sobre o motivo de intervenção da empresa que colocava os painéis de protecção de obra, assim como de qualquer documentação que identificasse o projecto, o construtor e o proprietário do terreno foi interrompida pela PSP qualquer actuação no local até que se apurassem melhor os factos.
Ainda ficaste com dúvidas? Informa-te junto da PSP da 2ª Esquadra de Setúbal.

Robin disse...

Para não teres que ficar muito tempo à espera na Esquadra da PSP (pois até podem achar que é culpado de alguma coisa), pede informações sobre o oficio da PSP 12484/ESQIC/BIC de 30/09/2007.
Eu até tinha muito gosto em te fazer companhia, mas encontro-me demasiado longe. Fechei a conta no BCP à mais de um ano, onde recolhi milhões para a causa, e agora estou a viver de rendimentos numa ilha paradisíaca no Pacífico Sul.
Não percas ainda neste mês de Outubro, pelo menos mais 3 edições do álbum 'Recordar é Viver', publicados à medida que forem passando 4 anos sobre datas relevantes, em Outubro de 2007. Vais ver que vais ter montes de coisas novas, para poderes fazer comentários.