quarta-feira, 11 de junho de 2008

O puzzle impossível!

Para ocupar o tempo livre e cumprindo indicações médicas para arranjar algo que me distraia, decidi comprar um puzzle. Dizem que é uma excelente opção para quem não se importa de perder algum tempo a exercitar o seu cérebro e reduzir os seus níveis de stress.
Como nunca tinha comprado nenhum e poderia não gostar da experiência, desloquei-me à Loja do Euro mais próxima e comprei um pequeno puzzle de 12 peças, exactamente por 1 Euro.
Abri a caixa e peça a peça, lá as fui colocando nos locais que me pareciam mais acertados.

Qual não é o meu espanto, quando me sobraram duas peças que não encaixavam em lado nenhum.

Como sou persistente, separei as peças novamente e comecei exactamente pelas peças que me tinham sobrado. Novamente não fui bem sucedido. Também me sobraram duas peças, mas agora diferentes das anteriores.

Cheguei à conclusão que o puzzle era impossível de fazer. Dirigi-me á Loja do Euro para devolver o puzzle e reaver o meu euro, mas disseram-me que não aceitavam devoluções. Em troca deram-me o Jogo da Glória para eu experimentar. Falta-me agora arranjar parceiros para jogar.

3 comentários:

albarquel disse...

Criatividade não lhe falta, lá isso é verdade.

Anônimo disse...

criatividade e muito tempo livre.... se tivesses de trabalhar não tinhas tempo para estas macacádas... já agora, quem é q figura com o " ? " és tu??

Robin disse...

Criatividade é um dom natural que até há bem pouco tempo só era utilizado no bom sentido. Para quem me conhece, em muito contribuiu para o meu sucesso profissional apesar da formação académica ter ajudado a desenvolver essas potencialidades.
Muito tempo livre? Já tive mais! Agora, para fugir do barulho até arranjei um part-time.
Ocupo muito tempo livre no blog, essencialmente quando o barulho da obra não me deixa dormir depois de um turno noturno. Aí a inspiração misturada com raiva, dão alguns bons artigos, mas certamente incomodos.
O anónimo está identificado no blog. É só ler nas entrelinhas.